Pastor, ex-Bozo ganha filme sobre sua vida

Intérprete do palhaço nos anos 1980, Arlindo Barreto terá história contada em longa


Pastor, ex-Bozo ganha filme sobre sua vida

Conhecido por ter sido intérprete do palhaço Bozo na década de 1980, o pastor Arlindo Barreto vive, hoje, uma vida diferente de sua rotina há 30 anos. Em entrevista a um blog do jornal O Globo, o líder falou acerca de seu passado e o novo longa, programado para 2017.

O novo filme é Bingo – O Rei das Manhãs. Na produção audiovisual assinada por Daniel Rezende, o ator Vladimir Brichta vive o palhaço Bingo – que retrata Arlindo e, por questões de direitos autorais, não pôde usar o nome ‘Bozo’ – em seus altos e baixos.



“Passei um tempo com o Vladimir, um ator excelente. Fiz uma espécie de coach e ele conseguiu pegar cada detalhe. Também acompanhei as filmagens. Quando o trailer foi divulgado, um dos meus filhos disse: ‘Pai, ele está igualzinho a você’. Me emociono quando falo sobre isso”, disse Arlindo, acerca do filme.

Segundo ele, uma das exigências para o filme era de mostrar sua conversão religiosa. “Se o longa ficasse folia por folia não teria propósito. Queria mostrar o poder que Deus tem. Antes, acreditava que, se chegasse ao topo do sucesso, conquistaria a paz que tanto sonhava. Mas caí numa roda viva que foi justamente o contrário”, afirmou.

Ele completa dizendo dos dramas familiares que vivenciou no período. “Minha primeira mulher saiu de casa com meu filho. Desci toda a escada da fama, fiquei deprimido. Usei cocaína e entrei no buraco negro. Tentei ajuda em várias terapias e não encontrei”. A mudança de direção, segundo ele, se deu após um acidente automobilístico.



Atualmente, Arlindo vive outro personagem. É Mr. Clown que, segundo informações divulgadas pelo O Globo, trata-se de uma comédia religiosa. “É um trabalho social. Não cobro ingressos, mas alimentos e roupas”, afirma.

Por fim, Arlindo contou que gostaria de voltar à trabalhar na televisão. “Sou ator, já atuei em novelas e gostaria de fazer dramaturgia. Não reeditaria o Bozo porque acho que não vingaria. As crianças de hoje mudaram”.




Deixe seu comentário!